Blog 123

Top destinos para o inverno na América do Sul

Destinos para inverno

Invejosos dirão que é mentira, mas está chegando a estação mais aconchegante de todas: o inverno.

Bom, pelo menos o inverno do hemisfério sul, o que pra nós é bem gostoso, já que na América aqui de baixo o que não falta são destinos bacanas pra curtir um friozinho.

E o melhor: não precisa ser a dois. Pode ser sozinho, acompanhado, com a família, os amigos… não tem mais essa história de que só os casais apaixonados podem curtir avião e cobertor como se não houvesse amanhã.

Nas dicas que preparamos, você faz o melhor roteiro com suas companhias de viagem preferidas, a gente encontra as passagens mais baratas e todo mundo sai ganhando. O que acha?

O grande desafio vai ser só conseguir escolher um lugarzinho apenas para desfilar aquele casacão de frio que você tem no armário – e que, com sorte, usa uma vez por ano. 😉

 

Para o frio do Brasil

O Brasil é um país tropicalíssimo, e nem mesmo o inverno em todo o lado sul do planeta consegue fazer com que as temperaturas caiam consideravelmente em todas as suas regiões.

O norte e nordeste, por exemplo, passam quase incólumes à estação do inverno.

Em compensação, o sudeste e o sul se tornam rotas #temqueir pra quem quer sair um pouco do calor e do ar condicionado.

As cidades abaixo são clássicas para o friozinho e tem opções românticas, descontraídas e familiares, no jeitinho para agradar todo mundo.

 

Gramado (RS)

Gramado

A cidade gaúcha vive para o inverno: ela se prepara o ano todo para receber turistas que, além de curtir temperaturas bem baixas, também querem visitar atrações como o Lago Negro e o Mini Mundo, parque perfeito para levar as crianças.

Gramado tem arquitetura inspirada nas casinhas alemãs, o que vai fazer você imaginar, por um momento, se foi para o Rio Grande do Sul ou se foi para a Europa.

 

Campos do Jordão (SP)

Campos do jordaoo

Romântica até sua última esquina, a cidade paulista fica na Serra da Mantiqueira e está mais do que acostumada a ser escolhida para os mais especiais momentos, como a lua de mel. Seu forte, além das paisagens e da brisa geladinha, é a alta gastronomia, que faz com que Campos do Jordão seja um dos destinos mais procurados pelos brasileiros de junho a agosto.

 

Petrópolis (RJ)

inverno-petropolis

Ela está pertinho do Rio de Janeiro, mas não se rende ao mar: Petrópolis é a grande princesa da serra fluminense, perfeita para quem quer curtir o inverno sem abrir mão da cervejinha artesanal.

A cidade, que foi fundada por Dom Pedro II, tem vários pontos turísticos históricos, como a casa de Santos Dumont e o Palácio de Cristal. Com hospedagens que vão do super baratinho ao extremamente luxuoso, pode ser uma ótima opção para viajar em turma.

 

Lavras Novas (MG)

lavras novas

Quer se perder nas maravilhosas serras de Minas sem se preocupar com o amanhã – e, o melhor, gastando bem pouquinho? Lavras Novas é a melhor pedida.

O município é pequenino, rústico e muito aconchegante, recheado de pousadas para agradar a todos os estilos (tem até uma que simula a época do Rei Artur!). A paisagem de BH à cidade é de se admirar, e o prato que mais faz sucesso por lá é o fondue, para aquecer bem o coração quando as temperaturas chegam a cair abaixo dos 10 graus.

 

Carteirinha do Mercosul

A neve já começou a atingir algumas cidades do sul do Brasil nos últimos anos, mas não é como se tivéssemos uma estação de esqui.  Sem problemas: nossos países vizinhos têm opções para quem quer conhecer bem de perto paisagens congelantes.

Apesar da alta temporada, os destinos de inverno da América do Sul costumam ser bem mais baratos do que o verão no nordeste, por exemplo.

 

Bariloche (Argentina)

Bariloche

Imagine um lugar onde você pode escolher entre estações de esqui, casas de vinho, fábricas de chocolate que servem chocolate quente e restaurantes com as carnes mais macias do universo.

Esse lugar existe e se chama Bariloche.

Além de poder passear pela cidade, você vai poder esquiar, apenas sentar na neve ou passar um tempinho nos restaurantes que você alcança aos pés das estações – ou no alto delas, através de teleféricos.

Bariloche também fica às margens do Nahuel Huapi, um lago glacial tão grande que vai te fazer imaginar estar de frente para o mar. É às margens desse lado que cachorros fofos ficam te esperando para tirar fotos em troca de alguns pesos para seus donos.

Como a moeda argentina ainda está menos valorizada que o real, quem economiza um pouquinho para viajar para o país hermano faz a festa. E quem tiver espírito aventureiro pode conhecer Buenos Aires e, de lá, ir de ônibus para Bariloche – uma viagem de 22 horas em linha reta e paisagens incríveis. Nesse caso, escolha um ônibus-leito.

 

Valle Nevado (Chile)

Valle Nevado

Você deve conhecer pelo menos uma pessoa que já disse ter ido no Valle Nevado.

O complexo de esqui fica bem pertinho de Santiago, podendo ser conhecido por apenas um dia, caso você não queira se hospedar em um dos três hotéis locais que não costumam ser muito baratos… (um deles, inclusive, é habitué dos famosos da Caras).

E por que é que você deve conhecer pelo menos uma pessoa? Porque o Valle não é caro – e ainda dá a possibilidade ao turista de conhecer Santiago, Viña del Mar e Valparaíso, tudo em um raio de menos de 300km de distância.

Só não tente ir ao Valle Nevado de carro: a estrada que leva Santiago ao topo da montanha é sinuosa, com mais de sessenta curvas, e nos tempos de inverno pode necessitar de veículos adaptados para neve. Prefira alugar um tour que te leve até lá em cima.

Agora a gente quer saber duas coisas: 1) qual desses destinos te faria mais feliz no inverno? 2) Por que você ainda não comprou suas passagens pra lá?
Aproveite que todas essas cidades são lindas, charmosas e bem aconchegantes para fazer aquela viagem que você queria há tempos. A gente garante as melhores passagens de avião. A diversão, o descanso e a alegria de viajar ficam por sua conta.

Comentários


[fbcomments]