Blog 123

ROTEIRÃO: MACEIÓ – ALAGOAS

Guia de viagem - Maceió Alagoas

No dicionário, “maceió” é um nome de origem tupi usada para designar lagoas temporárias e cíclicas à beira mar, na foz de um curso d’água, que se comporta de acordo com a altura da maré ou as estações lunares.

Na vida, Maceió é a capital de um dos estados mais queridos dos brasileiros e de estrangeiros que vêm até o país para conhecer suas mais belas praias. E, devemos te avisar desde já que praia bonita é uma coisa que Maceió tem aos montes, como Pajuçara, Ipioca e Praia do Morro – e, como você vai ver ao longo desse roteirão, elas estão repletas de pessoas bacanas para dar ao turista as melhores boas vindas de todos os tempos.

Com temperatura média anual agradável para uma cidade de região quente – entre 25 e 29 graus centígrados –, Maceió é o principal município de Alagoas, tanto por seu título de capital quanto por sua densidade habitacional: o último censo do IBGE, de 2015, mostrou uma população de pouco mais de um milhão de habitantes, o que a faz ser a quinta maior cidade do nordeste brasileiro.

Quem procura o guia turístico de Maceió, vai ver algo além de suas belezas naturais que também chama bastante atenção dos turistas do mundo todo: seu talento para fazer festas. O que não falta na capital alagoana são motivos e eventos para festejar o ano todo. Só para citar três dos melhores, para te deixar com mais vontade ainda de conhecer a cidade, estão o Maceió Forró e Folia (todo ano, em junho), o Festival Maceió Verão (sempre no início de cada ano) e os tradicionais réveillons da cidade, como o Absoluto, o Paradise e o Celebration.

Conhecida pelo apelido de “Caribe Brasileiro”, por suas praias de águas límpidas, Maceió foi escolhida em 2002, por um júri internacional, como a Capital Americana da Cultura (a primeira no Brasil a receber este título). E chegando lá, você vai entender porque Maceió também atende por dois apelidos carinhosos e puramente verdadeiros: “cidade-sorriso” e “paraíso das águas”.

Difícil vai ser querer voltar pra casa depois de uma temporada com tantas belezas naturais, povo hospitaleiro, alegria, muitas festas e, claro, muito descanso. Maceió é uma das cidades do mundo onde o turista pode ter tudo – e, de preferência, ainda hoje.

 

 

Guia de viagem de Maceió - Alagoas

 

Principais pontos turísticos de Maceió

O principal chamariz da cidade são as praias, e isso é inegável. Com águas semitransparentes, puxando para o verde e o azul turquesa, é uma missão impossível passar por Alagoas sem dar uma esticada nas praias de Maceió, ainda que a viagem seja totalmente a trabalho.

Entre as principais opções de passeio nas praias estão:

  1. Praia do Gunga: repleta de coqueiros, fica mais azul durante a maré baixa. É uma das praias mais procuradas para banho de mar e lagoa, visita às falésias e passeios de barco;
  2. Praia do Francês: preferida das famílias com crianças, por conta da maré calma e da alta oferta de serviços na praia, também é um bom lugar para apostar nos passeios de barco;
  3. Pajuçara: ponto de partida das jangadas que levam os turistas às piscinas naturais, onde podem relaxar e ver diversas espécies de peixe da região, essa praia tem águas calmas e popularidade alta. Em um bom bairro, é uma das preferidas dos turistas;
  4. Ponta verde: localizada em bairro nobre, essa é uma das praias mais badaladas da cidade, uma vez que está repleta de bons restaurantes em sua orla. É ideal para quem gosta de praticar esportes na areia;
  5. Ipioca: distante 18km do centro de Maceió, Ipioca é um distrito paradisíaco para quem quer só relaxar e curtir o mar o dia inteiro. Sem ambulantes e com poucas opções de restaurante, é o destino certo para esquecer da vida;
  6. Carro Quebrado: essa praia é praticamente deserta, então não espere infraestrutura de serviços. Com água esverdeada e cercada por um paredão, é uma das melhores da cidade para o banho de mar;
  7. Praia do Morro: para ir a essa praia as opções são barco ou estrada de terra. Sempre que possível, prefira o barco, pois é mais uma opção legal de passeio;
  8. Maragogi: por último, mas não menos importante, está a praia de Maragogi, uma das mais famosas do estado do Alagoas. Como é uma cidade diferente, longe 125km da capital Maceió, você pode fazer um bate-volta em um dia ou ficar por mais tempo para apreciar as paisagens, que são inúmeras e apaixonantes.

Sempre que não souber o que fazer em Maceió, corra para uma dessas praias e, com certeza, você vai conseguir aproveitar muito bem o dia. Mas, como em toda cidade interessante, nem só de belezas naturais vive a capital alagoana. Com expressões culturais bem marcantes e repleta de museus para serem visitados, Maceió é berço de muita gente importante dA arte brasileira, como é o caso do cantor Djavan.

A cidade consegue traduzir bem todo o folclore do estado alagoano, com manifestações diversas dessa cultura, por meio de folguedos como Carvalhada, Coco Alagoano, Festa de Reis, Reisado, Quilombo e Zambumba. Além disso, separe um lugar na mala para as muitas lembrancinhas que você vai trazer de volta pra casa: Maceió é um retrato do talento alagoano para o artesanato, seja em pintura, escultura, arte em garrafas de vidro ou em bordados de beleza bem característica.

Quer conhecer o trabalho de artistas locais de perto, e não só nas orlas das praias? Visite o Museu Théo Brandão, que fica em um casarão bem charmoso do bairro Jaraguá (repleto, por si só, de manifestações arquitetônicas alagoanas) e propicia ao turista uma vista incrível.

Outros lugares bacanas para visitar enquanto estiver em Maceió são:

  • Museu Palácio Floriano Peixoto, antiga sede do governo alagoano;
  • Teatro Deodoro, que fica em um casarão colonial e ainda abriga muitos espetáculos;
  • Memorial Gogó da Ema, uma escultura em homenagem a um coqueiro torto, que parecia o pescoço de uma ema, e que já não existe mais. A árvore e a escultura são dois dos cartões postais mais famosos da cidade;
  • Feirinhas de rua, como a de Pajuçara, do Mercado e o Artesanato dos Guerreiros, para conhecer melhor o artesanato local e comprar lembrancinhas a preço acessível.

 

Guia de viagem Maceió Alagoas

 

Onde se hospedar em Maceió

A capital alagoana não é uma cidade cara para hospedagem, inclusive na alta temporada: é muito fácil encontrar onde ficar em Maceió a preços acessíveis, desde que a viagem seja pensada com planejamento, principalmente se a data escolhida para o passeio for durante o verão, tempo de altíssima procura turística.

No geral, a cidade tem boa rede hoteleira, com grandes nomes do mercado concentrados na mesma região, que são os bairros de Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca, que ficam colados uns aos outros na orla de suas respectivas praias. Neles, é possível se hospedar em pousadas simples e aconchegantes ou em hotéis estrelados, e ainda dispor de boas opções de restaurante e lazer durante a vida noturna.

Turistas de primeira viagem a Maceió costumam gostar mais de se hospedar na Pajuçara, que além da praia e dos restaurantes tem, também, feirinha de artesanato e uma orla bem movimentada. Isso acaba tornando o bairro, que é de classe média alta, um lugar mais tranquilo para frequentar, inclusive durante a noite.

Já o bairro de Ponta Verde tem cenários deslumbrantes para fotos, com coqueiros que não acabam mais, e barracas de praia que são super animadas durante o dia e até se tornam “balada” para a vida noturna. Aliás, se o que você busca é vida noturna mais agitada e ondas fortes, perfeitas para esportes náuticos, fique hospedado em hotéis da Jatiúca, que complementa o destino dos sonhos com uma excelente oferta de restaurantes.

 

O que comer em Maceió

A comida nordestina é muito típica de seu local e costuma ser irresistível pela mistura de texturas e temperos. Pois bem, como toda cidade litorânea, o ponto forte de Maceió são, mesmo, os frutos do mar, que, lá, podem ser encontrados no camarão, na lagosta e nos peixes frescos da maioria dos restaurantes, principalmente dos mais próximos às praias. Contudo, ainda há muito a se desbravar na culinária alagoana do que aquilo que vem da água salgada. Estamos falando de tapiocas incríveis, queijo de coalho servido na praia ou nos restaurantes e uma série extensa de comidas típicas que vai te deixar com ainda mais água na boca. Dá só uma olhada:

  • cuscuz de milho, que é vendido nas ruas da cidade há mais de 40 anos;
  • baião de dois: típico prato dessa e de outras regiões do nordeste, em Maceió ele leva feijão de corda, arroz, manteiga de garrafa, linguiça calabresa, queijo de coalho, carne seca, coentro e cebolinha.
  • galinha à cabidela, que traz a Alagoas o melhor da culinária portuguesa;
  • paçoca sertaneja, que é feita de carne de sol e bacon (e não tem nada a ver com a paçoca doce que o Brasil já conhece)…

Um ponto interessante é que grande parte das coisas boas de comer em Maceió podem ser compradas nas ruas, até por moedas de um real.

O tour pela cozinha regional em Maceió pode começar pelo Bodega do Sertão, um nome tradicional na área da gastronomia alagoana, e o Picuí, que tem uma das melhores carnes de sol que você comerá em toda a sua vida. Para frutos do mar, visite o Imperador dos Camarões (e peça um Chiclete de Camarão, que mistura o fruto do mar com cinco queijos). Para a cozinha internacional, Wanchako é a principal pedida. Eles servem cozinha peruana com excelente qualidade em um ambiente muito agradável.  

Por fim, não saia de Maceió sem provar tapiocas deliciosas feitas com coco, que podem ser pedidas nas barracas de praia, lanchonetes ou até em alguns restaurantes. Reza a lenda que as tapiocas do quiosque Maria Bonita, na praia da Jatiúca, são as mais recheadas de todo o Alagoas.

 

Quanto custa visitar Maceió?

Os preços para conhecer Maceió costumam ser camaradas. É possível comprar passagens de ida e volta por menos de R$700 o trecho (saindo de São Paulo), e quanto maior for a antecedência da compra, mais fácil será achar promoções imperdíveis para viajar de avião e conhecer a cidade.

Contudo, como em qualquer outra cidade, a alta temporada – que atrai mais turistas – pode ter preços de hospedagem mais elevados. Quando é isso? Em Maceió, trata-se do verão, uma vez que o tempo está seco e as águas ficam mais claras. Durante o inverno brasileiro, com alta incidência de chuvas, os preços tendem a cair, mas evite viajar para lá entre abril e julho para não perder os momentos de lazer ao ar livre por conta do mau tempo.

Tem flexibilidade para escolher a data das suas férias? Março e novembro são os melhores meses para visitar Maceió: não chove, não faz tanto calor, as praias não estão tão lotadas e os preços de hospedagem costumam ser bem mais convidativos do que de dezembro a fevereiro.

 

Como ir para Maceió com a 123Milhas

O Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares (sigla: MCZ) foi inaugurado em 2005 e é considerado um dos aeroportos mais modernos do Brasil. Ou seja: a viagem por ele vai começar e terminar em tranquilidade e sucesso.

Para viajar para Maceió com a 123Milhas, basta visitar nosso site, escolher o trecho (cidade de saída e cidade de destino) e selecionar uma data. A partir daí, nosso sistema vai fazer um levantamento dos melhores preços (inclusive dentro dos sites das companhias aéreas) e colocar todas as opções a seu dispor.

Na 123Milhas você pode pagar com cartão de crédito (em até 6x sem juros)ou transferência bancária, tendo todos os benefícios e a comodidade de voar pelas companhias aéreas que transformam milhas e pontos em passagens. Tudo para que você conheça Maceió o quanto antes, porque vale muito a pena.

Se quiser saber mais sobre Maceió, contar suas experiências com a cidade ou precisar de ajuda na compra das suas passagens, fale com a gente!

 

Comentários


[fbcomments]