Blog 123

COMO VIAJAR COM CRIANÇAS DE CADA FAIXA ETÁRIA

Happy family with suitcases in the airport

Viajar com crianças e adolescentes pode ser uma das experiências mais divertidas da vida de um adulto – mas, para que a aventura ocorra sem surpresas, é preciso tomar alguns cuidados. Isso porque cada faixa etária exige uma atenção especial tanto às responsabilidades dos tutores aos menores de idade quanto a uma certa empatia sobre o que os agradaria mais.

Imagine, por exemplo, levar crianças em um roteiro de viagem de coisas especificamente adultas, como visitas a vinícolas. Por mais que, em um primeiro momento, essa programação seja uma grande novidade, a partir da segunda experiência as crianças e adolescentes podem ficar entediados. Isso acaba estragando a viagem de todo mundo, e a situação poderia ter sido evitada se os responsáveis pelo roteiro tivessem mais cautela ao escolher as paradas obrigatórias.

Isso sem contar as responsabilidades burocráticas, como os documentos e autorizações de viagem, e as escolhas práticas, sobre o tipo de roupa a levar ou a alimentação diária. Lembre-se que crianças e jovens adolescentes ainda não têm domínio sobre as próprias escolhas, ainda mais em cidades ou países diferentes, e é por isso que o adulto tem um papel bem importante na viagem.

Veja nossas dicas para viajar com pequenos de cada faixa etária e sinta-se preparado a escolher o próximo destino em um dos voos da 123Milhas.

Coisas para não esquecer quando for viajar com as mais diversas faixas etárias:

Young mother feeding her small daughter from bottle on airplane

crianças menores de um ano

Não é impossível viajar com uma criança tão pequena, mas certamente os adultos terão de tomar cuidados redobrados durante o passeio. Um deles, por exemplo, é levar o máximo de alimentação da rotina do bebê, se ele já não estiver apenas no leite materno.

Se para os adultos se relacionar com a gastronomia de outras cidades pode ser desafiador, principalmente em destinos exóticos, imagine para uma criança tão pequena!

Além disso, leve o bebê ao pediatra para que o médico possa definir quais são os medicamentos a levar em caso de emergência e que tipo de assistência procurar se a criança sentir qualquer desconforto.

crianças de até 3 anos

Como os bebês nessa idade já estão um pouco mais agitados, é preciso que os pais delimitem bem sua autoridade para evitar que a viagem, ao invés de divertida, passe a ser um problema.

Lembre-se de levar alguns brinquedos de que a criança gosta para acompanhá-la no voo e nos passeios durante a viagem, além de roupas e calçados bem confortáveis, principalmente no caso dos pequenos que já andam com certa independência.

Na hora de selecionar os passeios, priorize os que têm boa infraestrutura para essa faixa etária.

crianças de 3 a 6 anos

Nessa idade as crianças já têm personalidade e sabem o que querem, então deixá-las entediadas é um erro estratégico que pode acabar arruinando a viagem da família. Afinal, de que adianta poder apreciar as obras de arte no Louvre se você tem alguém contigo que gostaria de estar em qualquer outro lugar, menos ali?

Novamente, escolha com cautela o destino e os passeios para que elas se sintam confortáveis e, principalmente, curiosas. Não que os pais não possam visitar o Louvre com uma criança pequena, mas é bom já ir criando histórias que aguçarão sua memória para que, quando estiverem lá, possam desfrutar o passeio.

Criança é um ser humaninho simples de lidar: se ela estiver entendendo minimamente o contexto, ou estiver estimulada a imaginar o que ele pode ser, ela tende a gostar muito do que está vendo.

crianças de 7 a 12 anos

Essa faixa etária se divide muito entre a idade de fazer amigos – então resorts all-inclusive com área exclusiva para crianças podem ser uma boa ideia – e a idade da introversão, onde meninos e meninas não gostam muito de se misturar.

Nos dois casos, é bom que os passeios sejam feitos em grupo e que as crianças aprendam a ter certas responsabilidades, como o que fazer com determinado dinheiro ganho ou que roupa vestir para certos passeios.

Dar uma certa independência aos pequenos vai fazer com que eles possam aproveitar mais a viagem, pois na sua imaginação eles se sentem adultos e capazes. Essa ilusão de que são mesmo pode ser o que falta para uma viagem completa…

little girl with suitcase travel in the airport, kids travel

pré-adolescentes e adolescentes

De todas as faixas etárias, a população de 12 a 17 anos é a que mais assusta os pais, principalmente quando falamos de viagem. Com personalidade já formada e total capacidade de expressão, inclusive do que eles absolutamente não gostam, os pequenos nem tão pequenos acreditam ter autonomia para várias escolhas.

A primeira coisa a se fazer para não criar conflitos enquanto estiver fora é não tratar esse público de maneira infantil: nada irrita mais um pré-adolescente do que adultos que “pensam” que ele ainda é uma criança.

Por isso, peça opinião sobre os lugares a serem visitados, o restaurante escolhido pela família e pergunte se tem alguma coisa que ele gostaria de fazer naquele destino específico. É claro que os pais devem manter a autoridade e as decisões finais, mas perguntar não ofende e pode transformar um “rebelde” em um grande aliado.

Lembre-se que até os 18 anos é necessário ter autorização dos pais para viajar com outros adultos e que, não importa a quantidade de dias de passeio, se não houver nada que as crianças nessa faixa queiram fazer no lugar escolhido, ficarão entediadas a partir do aeroporto.

Está nas mãos adultas a habilidade política de fazer a família curtir o momento em qualquer parte do mundo.

Quer mais dicas de como viajar com crianças, adolescentes ou idosos? Fique de olho no blog da 123Milhas para mais conteúdos como esse!

Comentários


[fbcomments]