Blog 123

COMO ESCOLHER OS MELHORES ASSENTOS EM UM VOO?

Já falamos por aqui que escolher bons lugares no avião é imprescindível para quem tem medo de voar, já que a aeronave é fisicamente mais estável da asa para a frente, enquanto que a parte de trás dá algumas chacoalhadas mais… digamos… “agressivas” nos momentos de turbulência. Haja estômago!

Acontece que não é todo voo que tem turbulência, não é todo mundo que tem medo dela e não é sempre que poderemos nos sentar na zona que representa o centro de gravidade do avião: em um voo internacional, por exemplo, é possível que esse lugar esteja “reservado” para a primeira classe e a classe executiva.

Desespero define? Nem sempre. Dá pra escolher um bom assento no voo a partir de uma olhadinha básica no seu mapa de lugares. A dica, no entanto, é que a passagem aérea seja comprada com bastante antecedência para que o lugar que você quer esteja vago – uma vez que não adianta nada perceber que o melhor assento é aquele que já está ocupado por outra pessoa.

Portanto, se você está planejando viajar daqui a alguns meses, leia esse texto e, em seguida, corra para a home da 123Milhas para comprar as passagens para ele. Só assim você consegue garantir que tudo o que leu por aqui será aplicado.

Dica #1: Check-in online

Se quando você for comprar as passagens, mesmo com muita antecedência, a companhia aérea não deixar que você faça isso sem pagar taxas pelos melhores assentos, resta tentar fazer isso de véspera, no check-in online, e torcer para dar certo.

O que acontece é o seguinte: muitos assentos, como os da saída de emergência ou os da primeira fileira, que tem um espaço bem maior para as pernas, são vendidos “separadamente”, de maneira geral por um valor exorbitante.

Só que, se o voo estiver lotado, alguém vai ter que se sentar nesses assentos, mesmo que não queira pagar por eles. O check-in online pode te dar essa possibilidade.

Hipster man at international airport using mobile smart phone - Wanderer person at terminal gate waiting for airplane - Wanderlust travel trip concept with guy and guitar backpack - Focus on face

Dica #2: Faça um mapa mental do avião em que você vai voar

Isso é bem fácil, já que em toda compra de passagens existe a possibilidade de checar qual é o tipo de aeronave que fará o serviço de transporte. A partir daí, basta procurar no Google as imagens do mapa desse avião para começar a pensar nas seguintes possibilidades, primeiro para aviões de voos domésticos no Brasil:

Primeira fila

A primeira fila pode ser muito boa, pois é o local que mais vai ter espaço para as suas pernas. Os mais altos sempre gostam muito desse local. Mas nem sempre ele é vantajoso, já que fica muito próximo da cabine da tripulação e do banheiro dianteiro.

Quem deseja sossego durante a viagem pode encontrar sérios problemas por ali, já que a movimentação do lavatório ou a conversa dos tripulantes, bem como a organização do carrinho de lanches, pode atrapalhar.

Saídas de emergência

Para as saídas de emergência o espaço entre as pernas também é grande, e é por isso que as companhias aéreas costumam cobrar mais caro por esse assento. Contudo, o conceito de conforto precisa ser revisto em três cenários:

A mesinha de refeição sai do braço da poltrona, sendo menor do que aquela que sai da poltrona à frente;
Não tem como colocar bagagem debaixo do assento nas saídas de emergência, sequer mochilas ou bolsas. Os pertences devem voar no compartimento acima;
Claro que ninguém entra em um avião pensando em assumir esse papel com alegria, mas é preciso estar preparado para saber usar uma saída de emergência.

Assentos em cima das asas

Esses costumam ser os que passam maior sensação de estabilidade – ou menor de instabilidade, dependendo do ponto de vista – no caso de turbulências, pois é daqui pra frente que está localizado o centro de gravidade do avião.

Há saída de emergências também aqui, fazendo com que os assentos sejam considerados os melhores, mas é preciso estar atento aos três pontos condicionantes dos quais falamos acima.

Última fileira

A última fileira é para quem não liga, mesmo, para conforto. Em voos curtos, ela não costuma fazer a menor diferença, mas em voos longos pode ser que sentar-se lá seja perturbador de alguma forma.

Além da facilidade de chacoalhar nas turbulências, a última fileira ainda pode ter poltronas menos reclináveis, uma vez que sua principal barreira é a “parede” que separa a cabine de assentos da cozinha do avião.

E, para completar, por lá ainda tem o banheiro, que pode ter alta movimentação durante o voo.

Nos aviões maiores, que tem três colunas de assentos para cada fileira, a lógica é a mesma. Por isso, evite escolher as primeiras fileiras da classe executiva, pela proximidade com os banheiros e a galeria da tripulação, e as fileiras da classe econômica que fazem “divisa” com os banheiros desse setor.

No fim de aviões maiores ainda teremos a possível instabilidade, apesar de ela ser um pouco menor, já que a cauda é mais longa nessas aeronaves, e os banheiros e a “cozinha”, que também podem incomodar.

E você, tem um assento preferido que te deixa confortável e se sentindo seguro por todo o voo? Conte pra gente!

Avianca_Airbus_A320-200n

Comentários


[fbcomments]