Blog 123

COMO ECONOMIZAR NO TRANSPORTE DURANTE A VIAGEM?

Planejar faz parte da rotina do viajante – e, por isso, avaliar gastos e fazer economias inteligentes é uma ótima estratégia para conseguir um dinheiro “extra” sem cortar investimentos essenciais e aproveitar ainda mais o passeio.

Porém, é comum que a falta de experiências, informações claras e até de conhecimento da dinâmica do local de destino façam com que viajantes acabem optando por opções de transporte mais caras quando, na realidade, é muito possível – e até bem fácil – ir por outro caminho.

Felizmente, existem várias maneiras de evitar essa situação e economizar com transporte durante a viagem, desde o traslado ao aeroporto até o dia a dia durante o passeio.

A primeira dica para conseguir alcançar o objetivo de não ver o dinheiro escoar com opções que podem ser repostas é juntando uma graninha para a finalidade do ir e vir. Assim, ao economizar na viagem, você pode gastar esse orçamento com outra coisa – e, se acabar usando tudo, afinal, não comprometer o dinheiro dos passeios e dos presentes vai fazer os imprevistos doerem menos no bolso…

Para as demais dicas, leia os tópicos abaixo.

Para ir e voltar do aeroporto


Para muitas pessoas, economizar no transporte até o aeroporto é sinônimo de não ir com o carro próprio e pagar o estacionamento local, principalmente em casos de viagens mais longas – e isso faz bastante sentido.

Assim, a opção mais comum para a maioria é chamar um táxi ou um carro pelo aplicativo de carona de preferência, já que a maioria das cidades brasileiras já permite o atendimento desses apps dentro da área do aeroporto. Fora do Brasil, use de maneira positiva o “jeitinho brasileiro” para conseguir descontos com os transportes que estiverem sendo oferecidos.

Mas, em algumas cidades, o transporte metroviário pode ser a melhor opção, sobretudo para quem leva pouca bagagem. Londres é um bom exemplo disso: o aeroporto de Heathrow fica, exatamente, no ponto final de uma linha de metrô. Como os táxi por lá têm preços bem salgados, a maioria das pessoas acaba optando por viajar mais um pouco, dessa vez em cima dos trilhos, para chegar até as áreas da cidade com melhor opção de transporte.

Se sua cidade de destino permite essa variável, pode ser interessante avaliar até mesmo a possibilidade de fazer baldeação de transportes até a estação que faça conexão com o aeroporto: um ônibus, um táxi ou uma carona podem resolver o problema e te fazer economizar de maneira significativa, já que boa parte do trajeto te custará apenas um bilhete.

Por fim, há cidades que contam com serviços de “conexão aeroporto”, oferecendo ônibus que partem de um terminal em diversos horários ao longo do dia, e Belo Horizonte (MG) é uma delas. A passagem tem um valor maior do que a de ônibus comuns, mas o viajante tem mais conforto e segurança para deixar a mala no bagageiro enquanto se desloca até o centro da cidade. A depender do seu trajeto ou hospedagem no destino, essa pode ser a opção com melhor custo-benefício.

Regras de bagagens em voos internacionais

Deslocamento entre aeroportos


Quando há escalas com troca de aeronaves na viagem, a situação mais tranquila, simples e cômoda é a de permanecer no mesmo aeroporto. Às vezes, porém, para reduzir o tempo de espera entre um voo e outro, economizar com passagens ou por opção da companhia aérea, há quem precise se deslocar entre aeroportos para pegar a conexão.

Algumas empresas oferecem a seus clientes um serviço gratuito de traslado entre aeroportos. Portanto, lembre-se de buscar essa informação com antecedência e entender o que é preciso fazer para garantir seu assento e chegar ao aeroporto de conexão a tempo do próximo voo.

Outra opção é apostar no transfer entre aeroportos, serviço geralmente oferecido por agências de viagem que pode ser solicitado na compra das passagens.

Transporte no local de destino


Há três dicas primordiais para economizar com transporte para os passeios de sua viagem:

Dê preferência aos serviços públicos;
Estude as alternativas;
Pergunte bastante.

Metrô-Nova-York

Alguns hotéis (e até hostels) têm convênios com empresas de transporte que podem ser contratadas para levar turistas a diferentes destinos da cidade. Contudo, apesar de cômoda, essa nem sempre é a opção mais econômica.

Pesquisar sobre os locais de destino antes permite que você desfrute dos serviços ofertados gastando menos dinheiros; por isso, não banque o tímido: faça muitas perguntas aos nativos para conseguir descobrir as maneiras mais fáceis de se deslocar do ponto A ao B. Há cidades com grandes malhas metroviárias que vendem pacotes semanais de bilhetes ou até passagens válidas por um dia inteiro, que podem ser reutilizadas ao longo desse período.

Pegar dicas com moradores locais e com outros turistas vai permitir que você se desloque pela cidade como se a conhecesse tão bem quanto conhece a cidade em que reside, desde conhecer rotas alternativas até ficar por dentro de serviços como vans ou aplicativos mais utilizados na cidade.

Por fim, o aluguel de carros pode ser uma opção interessante, sobretudo para passeios mais longos, que contemplem várias cidades, e para quem tem a possibilidade de dividir a despesa com outros passageiros. Famílias numerosas ou com crianças pequenas também podem achar mais econômico passear com essa opção.

Gostou das dicas? Lembre-se sempre que informação, planejamento e disposição são seus aliados de viagem, então não esqueça de levar esses itens sempre com você. Economizar com transporte pode garantir que você não tenha que abrir mão de algum passeio ou de trazer para casa as famosas lembrancinhas.

Agora, quer economizar com transporte antes mesmo de colocar o pé pra fora de casa? Aí o papo é com a gente: compre suas passagens aéreas na 123Milhas e garanta descontos de até 50% nos bilhetes dos sonhos. 😉

Comentários


[fbcomments]